Topo

15 dezembro 2017 4:30 pm

Parto adequado e amamentação são aliados para o bem-estar da mulher e do bebê, explica médica

Parto adequado e amamentação são aliados para o bem-estar da mulher e do bebê, explica médica

A amamentação é um processo natural que alinhado ao parto adequado, traz inúmeros benefícios para a mãe e para o bebê. Mais que as vantagens nutricionais, esses dois atos conseguem produzir efeitos psicológicos, fisiológicos e sociais tanto na parturiente, quanto na criança.

A médica diretora-técnica da Femina Hospital Infantil e Maternidade, Fernannda Pigatto, explica que os benefícios do parto adequado com a correta amamentação humanizam o vínculo existente entre a mãe e o bebê.

“Essa relação já se inicia na concepção, é desenvolvida durante a gestação e fortalecida durante a amamentação. Diante dessa perspectiva, um processo de parto adequado, que aplica a melhor forma de parto para cada caso em específico, já é um grande passo para que o vínculo entre a parturiente e o recém-nascido seja fortalecido”, destaca Fernannda.

Para que o vínculo seja aperfeiçoado, a amamentação deve ser realizada de forma exclusiva nos seis primeiros meses de vida, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Já a literatura médica aponta que durante os seis primeiros meses após o nascimento, o leite materno é suficiente para suprir todas as necessidades nutricionais.

“Além de suprir as necessidades nutricionais, o ato de amamentar estimula o desenvolvimento da criança, seja nos movimentos faciais ou no correto equilíbrio térmico que acontece durante o contato pele a pele com a mãe. Estas características também proporcionam uma condição psicológica positiva para o desenvolvimento infantil”, explica Fernannda Pigatto.

Pesquisas desenvolvidas pelo Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP/USP) revelam que crianças que são amamentadas até os dois anos de vida apresentam maior resistência imunológica e melhor desenvolvimento intelectual, inclusive.

BENEFÍCIOS

Quando a mãe passa pelo procedimento do parto adequado, neste caso o parto normal, ela tem um período de recuperação menor do que no parto cesariano. Também são reduzidas as chances de infecções, quando ocorre o parto natural se comparado ao parto cesariano.

Por sua vez, a amamentação acontece já na primeira hora de vida. Entre os benefícios que a amamentação proporciona às mães está a liberação da ocitocina, que inibe a hemorragia pós-parto.

 

Gazeta MT/Redação Femina

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *