Topo

25 novembro 2017 6:11 am

Indígenas dizem em audiência pública que não querem mais tutela de ONGs e visam o desenvolvimento através da agricultura

Indígenas dizem em audiência pública que não querem mais tutela de ONGs e visam o desenvolvimento através da agricultura

Ontem (18), foi realizada uma audiência pública em Brasília a fim de promover o debate da produção agrícola indígena no Brasil. Segundo o deputado federal Adilton Sachetti (PSB/MT), essa audiência foi uma demanda dos próprios indígenas para que seja permitida a exploração das terras de reserva para a realização de atividades econômicas, como o agronegócio.

Ele destaca que muitas das áreas não possuem mais espaço de exploração para vivência exclusiva da terra. Assim, indígenas manifestaram o desejo de serem também produtores rurais ou de arrendar essas áreas para poder usufruir do solo, utilizando o manejo adequado.

Sachetti conta que já há alguns exemplos pelo país que refletem essa situação. Em Campo Novo do Parecis (MT), há indígenas que foram estudar agronomia e dominam as boas práticas agrícolas, bem como fazem uso de agricultura de precisão. Conforme ele relata, a discussão foi travada nesse sentido.

O deputado avalia também que “há uma série de conflitos de interesse nessa questão” e que a sociedade tem que “ouvir os índios e buscar um caminho para resolver essa situação”. Durante toda a discussão de ontem, não foi falado em conflito entre indígenas e produtores, informa.

Essa discussão, entretanto, foi um primeiro marco. O resultado, ressalta o deputado, virá em um seminário no qual índigenas de todas as unidades da federação estarão presentes para discutir essa questão. Ele salienta, também, que a intenção é “buscar um caminho para que a sociedade não-indígena tenha uma relação harmônica, onde todos possam ter benefícios”.

 

 

Gazeta MT/Aleksander Horta e Izadora Pimenta

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *