Topo

22 Janeiro 2018 3:00 pm

Ciclista de Curitiba que já percorreu mais de 02 mil quilômetros com destino a Juara é recebido na VMX

Ciclista de Curitiba que já percorreu mais de 02 mil quilômetros com destino a Juara é recebido na VMX

Josemir José Dalla Costa de 49 anos, realiza uma aventura que muito já devem ter tido vontade, porem poucos tem coragem.

Ele saiu de Curitiba no Paraná no dia 02 de outubro com destino a Juara-MT e foi recebido na quinta-feira dia 26 nas instalações da VMX no Cambará em Porto dos Gaúchos, onde posou para fotos com os funcionários.

O detalhe, é que o trajeto do bancário aventureiro é feito de bicicleta. Todo o trajeto, de Curitiba até Juara seu ponto final, gira em torno de 2.700 quilômetros.

Após longos papos, risadas e histórias de aventuras, Josemir passou a noite na VMX e nesta sexta-feira dia 27, chega a Porto dos Gaúchos onde vai pernoitar e no sábado dia 28 segue para seu destino final que é Juara, quando durante o percurso será acompanhado por ciclistas de Porto dos Gaúchos.

Conforme o aventureiro, a bicicleta já era seu meio de transporte pelas ruas de Curitiba a mais de 10 anos.

“Quem me inspirou foram ciclistas de Curitiba, que eu via subindo e descendo a serra, percorrendo cerca de 80 quilômetros e eu achava que eram malucos, mas ai pensei; se eles conseguem por que eu não consigo? Primeiro fiz uma viajem de 30 quilômetros e já me achei um herói e a partir daí sempre quis me superar, fui de Curitiba pra Maringá percorrendo mais de 400 quilômetros, depois fui pra Guaíra onde nasci pedalando 700 quilômetros, ano passado fui pro Paraguai percorrendo 1000 quilômetros e programei pra este ano vir em Juara onde já vim de moto, de carro, de avião e tenho parentes”, explicou.

Ainda conforme Josemir, outra inspiração para a viajem foi um livro que leu, que conta a história de um ciclista que pediu as contas do escritório onde trabalhava e durante 03 anos e meio fez uma viajem pelo mundo de bicicleta.

“Comecei a me programar e sai de Curitiba no dia 02 de outubro e segunda-feira vai fazer 01 mês que estou na estrada. Só ando em rodovia com acostamento, só pedalo de dia e durmo em hotel, não gosto de dormir em barraca. Tomo muito liquido e uso todas as sinalizações necessárias. Pra fazer uma viajem dessa tem que gostar, e recomendo a todos, que descubra o que gosta de fazer na vida e faça com muito carinho, foi isso que descobri ao andar de bicicleta”, disse.

Durante seu trajeto, Josemir disse que o que chamou a atenção o fato do respeito dos caminhoneiros e motoristas que agem cordialmente nas estradas, e a curiosidade das pessoas que ao ver a placa na bicicleta constando Curitiba, querem saber mais sobre sua vida. “Ganhei brindes, as pessoas as veze não queriam cobrar pela agua, fiz revisão na bicicleta de graça e o que chama atenção também é a mudança dos costumes, das paisagens, e isso só é possível ver fazendo uma viajem calma como essa. O Mato Grosso observei que atrai tanta gente do sul como do nordeste, e ouvi muitas histórias de vida durante esse trajeto”, conta empolgado o aventureiro que encerra sua viajem neste sábado dia 27 na cidade de Juara.

Para o ano que vem, com certeza Josemir deve traçar novas metas e continuar seu prazer em pedalar solitariamente pelas estradas do brasil, colecionando historias e amizades por onde passa.

 

Gazeta MT/Roseno Barros

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *