Topo

18 Fevereiro 2018 3:48 pm

Secretário de MT é condenado a indenizar ex-primeira-dama de Cuiabá por ofendê-la em mensagem

Secretário de MT é condenado a indenizar ex-primeira-dama de Cuiabá por ofendê-la em mensagem

Kleber Lima deve pagar R$ 7 mil a título de danos morais por ofender a ex-primeira-dama, Virginia Mendes, em mensagem no WhatsApp.

 

secretário de Comunicação do governo de Mato Grosso, Kléber Lima, foi condenado a indenizar a ex-primeira-dama de Cuiabá , Virginia Mendes, por ofendê-la em uma mensagem enviada em um grupo no WhatsApp. Ao G1, o secretário afirmou que o caso esá sob análise dos advogado, mas que deve recorrer da decisão.

Na mensagem, enviada em setembro do ano passado, o secretário diz que Virginia “é uma mulher doente que precisa de ajuda”. Logo em seguida, ele afirma que, enquanto primeira-dama, Virginia lhe fazia “pedidos absurdos e ilegais”.

Na decisão, o juiz Hidelbrando da Costa Marques, do 1º Juizado Especial Cível de Cuiabá, houve conduta ilícita da parte de Kleber e dano à imagem de Virginia. No total, Kleber deve pagar R$ 7 mil a título de danos morais.

Para juiz, o secretário ofendeu a imagem e a honra da ex-primeira-dama, Virginia Mendes (Foto: Prefeitura de Cuiabá/Divulgação)Para juiz, o secretário ofendeu a imagem e a honra da ex-primeira-dama, Virginia Mendes (Foto: Prefeitura de Cuiabá/Divulgação)

Para juiz, o secretário ofendeu a imagem e a honra da ex-primeira-dama, Virginia Mendes (Foto: Prefeitura de Cuiabá/Divulgação)

Para o magistrado, conforme a sentença publicada na quinta-feira (26), houve violação à imagem e a honra da ex-primeira-dama.

“ A crítica a figura pública é aceitável e bem-vinda, mas não a ofensa à sua honra objetiva e subjetiva. Uma coisa é noticiar fatos específicos que estão ou deveriam estar sendo objeto de apuração […]. Outra coisa é imputar à pessoa genericamente, sem indicar um fato determinado, a pecha de ser doente e de solicitar de forma contumaz a prática de atos ilícitos”, como consta na decisão.

 Gazeta MT/G1MT

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *