Topo

20 Janeiro 2018 2:03 pm

Filho do meio é o mais problemático da família – e a ciência explica os motivos!

Filho do meio é o mais problemático da família – e a ciência explica os motivos!

Ser o filho número dois não é fácil mesmo. Uma recente pesquisa conduzida pelo professor Joseph Doyle, do MIT (Massachusetts Institute of Technology), nos Estados Unidos, concluiu que o filho do meio pode ser uma verdadeira “ovelha negra” da família.

Filhos do meio dão mais trabalho?

O estudo sugere que a ordem de nascimento dos filhos influencia em diversos fatores no desenvolvimento das crianças, incluindo até a chance de uma pessoa ser delinquente no futuro.

Neste sentido, o trabalho confirma a lenda da “maldição do segundo filho”, dizendo que estes costumam ser mais problemáticos tanto na idade escolar quanto na fase adulta.

tres irmaos bebe bagunca 0916 400x927
PRUDKOV/ISTOCK

Junto com outros quatro pesquisadores, Doyle avaliou milhares de dados colhidos a partir de grupos de irmãos dos Estados Unidos e da Dinamarca.

De acordo com ele, os filhos número dois (especialmente meninos) apresentaram entre 25% e 40% mais chances de se envolverem em problemas sérios na escola ou com a lei, quando comparados com o filho mais velho da mesma família.

Tratamento dos pais é diferente

pai filhos celular 116 400x800
MONKEY BUSINESS IMAGES/SHUTTERSTOCK

O estudo aponta que uma das razões que faz os filhos do meio se meterem mais em encrenca é justamente a educação dada pelos pais. Isso porque os filhos mais velhos costumam receber mais atenção e até mais cuidados por serem os primeiros herdeiros. Quando o segundo filho chega, os pais se tornam menos vigilantes.

Outro fator levantado por Doyle diz respeito aos modelos de vida de cada filho. De acordo com o pesquisador, os primogênitos têm como inspiração direta os adultos da família. Já os segundos filhos se espelham em figuras bem menos racionais, que são seus próprios irmãos.

video game irmaos
SHUTTERSTOCK

É importante dizer que o estudo não tem o objetivo de apontar que uma regra de que todo segundo filho está condenado a uma vida mais complicada. No entanto, ele serve de alerta para os pais que já têm ou pretendem ter mais herdeiros.

Afinal, o tratamento dado para cada filho pode, sim, ter um impacto no futuro deles!

 

Gazeta MT/ADRIANA DOUGLAS

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *