Topo

21 Fevereiro 2018 7:08 am

Solução sustentável garante prêmio Famato em Campo a fazenda de Campo Novo do Parecis

Solução sustentável garante prêmio Famato em Campo a fazenda de Campo Novo do Parecis

A Fazenda Santa Amélia, localizada em Campo Novo do Parecis e a Fazenda Seis Amigos da cidade de Tapurah, foram as vencedoras da 3ª Edição do Prêmio Sistema Famato em Campo. As propriedades foram reconhecidas pelas soluções ecológicas e sustentáveis no exercício da atividade rural.

A entrega dos prêmios foi realizada no final da tarde desta quinta (9) na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), em Cuiabá. O reconhecimento é uma iniciativa da Famato, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Santa Amélia

O empresário Roberto Luiz Chioquetta, proprietário da Fazenda Santa Amélia, diz que somente o fato de estar entre os finalistas já é um grande motivo para comemoração, já que “é o seu trabalho duro que está sendo reconhecido”.

A propriedade rural de Campo Novo do Parecis tem implantado um sistema de captação de água da chuva, que é utilizado, por exemplo, na pulverização dos agrotóxicos. Além disso, o complexo possui uma estação de energia solar que gera 300 kva, o dobro do que a propriedade necessita para funcionar.

“Se nós captássemos a energia de um dia normal de sol, poderíamos alimentar todo o planeta por um ano. Então não existe motivo para não utilizar essa matéria prima que é limpa, renovável e que tem baixo de custo de manutenção”, defende Roberto.

Por causa dessas opções ecológicas, a Fazenda Santa Amélia possui o certificado da Associação Internacional de Soja Responsável. A propriedade conta com 22 funcionários que atuam nas culturas de soja, milho, milho de pipoca e girassol.

Seis Amigos

A Fazenda Seis Amigos,  é a primeira do país a construir em suas instalações uma termelétrica para gerar energia. Esse planejamento foi feito por causa dos altos custos que a propriedade estava tendo com energia elétrica, fator que estava quase inviabilizando o negócio.

“A gente estava com uma alta produção de biogás na fazenda sem utilização. Então buscamos uma alternativa e junto com parceiros conseguimos concretizar. Nós usamos a queima desse biogás para gerar calor e esse calor, através do vapor, aciona as turbinas para gerar energia elétrica”, explica Evandro Martimiano, um dos sócios da fazenda e gestor do grupo empresarial.

O projeto custou R$ 7 milhões, tem previsão de R$ 350 mil por mês em geração de energia e o payback (tempo de retorno do investimento) deve ser de quatro ou cinco anos, contando outros custos operacionais.

A Fazenda Seis Amigos tem cerca de 150 funcionários, uma área total de 1,3 mil hectares e atua na criação de suínos, comercialização de feno e bovinocultura de corte. A propriedade é a segunda maior empregadora do município.

Prêmio

De acordo com a Famato, os objetivos do prêmio são reconhecer propriedades referência em Mato Grosso, compartilhar experiências, divulgar e reconhecer ideias de sucesso. A cada edição, o prêmio traz um tema diferente. Em 2017, o escolhido é “Inovação” e irá reconhecer fazendas que implantaram com sucesso novas ideias.

As sete finalistas regionais do Prêmio Sistema Famato em Campo foram a Fazenda Perdizes, em Tabaporã (região Noroeste); Fazenda Piraguassu, em Porto Alegre do Norte (região Nordeste); Fazenda Seis Amigos, em Tapurah (região Médio-norte); Fazenda Platina, em Santa Carmen (região Médio-norte); Fazenda Santa Amélia, em Campo Novo do Parecis (região Oeste); Estância Sophia, em Santo Antônio de Leverger (região Centro-sul) e Fazenda Cristalina, em Campo Verde (região Sudeste).

As sete fazendas finalistas receberam um troféu e uma placa de reconhecimento. Dessas propriedades, as vencedoras participarão de uma Missão Técnica promovida pelo Sistema Famato.

 

Gazeta MT/Carlos Palmeira

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *