Topo

22 Janeiro 2018 3:05 pm

Em Campo Novo do Parecis o Soja Brasil atraiu a atenção do público jovem

Em Campo Novo do Parecis o Soja Brasil atraiu a atenção do público jovem

Com idade entre 20 e 25 anos e ensino superior concluído. Este era o perfil do público que participou das palestras do Soja Brasil, realizado nesta quarta-feira (22.11), em Campo Novo do Parecis. Outra informação importante detectada foi que pelo menos 90% dos participantes utilizam algum tipo de tecnologia em sua propriedade. “Conhecimento é muito importante. Somos em três irmãos e todos estamos sempre em busca de novidades para aplicar nas propriedades da família”, conta o estudante Rodrigo Amorim de Souza.

E foi com este público que os palestrantes do Soja Brasil, projeto realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), Canal Rural e Aprosoja Brasil, conversaram na noite desta quarta-feira (22.11). Com o tema principal “O futuro já chegou! O que a tecnologia tem a oferecer à agricultura”, o palestrante e engenheiro agrônomo João Henrique Rosa chamou o público para uma reflexão sobre o futuro no setor do agronegócio.

Já o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), Otávio Celidonio mostrou o que a instituição tem feito para minimizar a falta de mão de obra qualificada, considerada um dos principais problemas do setor. “A educação também é um desafio. Vamos precisar da ajuda de todos para melhorar nossa educação. Nós do SENAR estamos com diversas ações para enfrentar estas dificuldades. O AgriHub é uma delas”.

Celidonio explica que este projeto é uma rede de inovação com o objetivo de conectar produtores rurais às tecnologias desenvolvidas para o agronegócio. “Um dos diferenciais do AgriHub é a iniciativa de conectar produtores rurais, empresas de inovação, pesquisadores e investidores que estejam em busca de possíveis soluções tecnológicas às necessidades específicas do meio rural mato-grossense”.

Para a presidente do Sindicato de Produtores Rurais de Campo Novo do Parecis, Giovana Velke não foi surpresa saber que 90% dos participantes das palestras da noite desta quarta-feira (22.11) utilizam algum tipo de tecnologia em sua propriedade. “Os nossos produtores têm acesso à muitas tecnologias. O que precisamos é saber utilizar todos os recursos disponíveis em cada uma delas. E é nesse momento que precisamos do SENAR-MT para trazer qualificação e capacitação para que os profissionais utilizem 100% do que a tecnologia oferece”.

O produtor Adolfo Petry acrescenta que mais que o conhecimento, o papel do SENAR-MT precisa ser o de despertar nos produtores e trabalhadores rurais o interesse por estas novas tecnologias e também entender melhor as transformações que estão ocorrendo no setor do agronegócio. “Chegou a hora de acordarmos para vida, de estudarmos e nos tornarmos mais empreendedores”, enfatiza.

CONEXÃO AGRIHUB – Todas as manhãs, dentro da programação do Soja Brasil acontece o Conexão AgriHub que é um evento do projeto AgriHub desenvolvido pela Famato, SENAR e Imea e tem o objetivo de apresentar aos produtores rurais novas tecnologias. Nesta primeira etapa do Soja Brasil estão sendo mostradas três tecnologias.

Farmbox é uma delas. É a caixa de soluções completa para a gestão e a operação da fazenda. A ideia é ajudar a equipe a controlar as atividades, do planejamento até a colheita. Para saber mais acesse o site www.farmbox.com.br
+Gestão é outra tecnologia apresentada durante o Conexão AgriHub. Mais que um software, esta tecnologia possui um modelo de gestão estruturado de acordo com as necessidades da propriedade (flexível). O objetivo e? gerar um banco de dados para auxiliar na tomada de decisão. Saiba mais acessando o site http://connectere.agr.br/
Já o medidor de vazão  é um sistema que verifica a qualidade dos bicos dos pulverizadores utilizando a câmera do celular. Para saber mais acesse – http://www.dropscope.com.br/sprayflow/

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *