Topo

22 Janeiro 2018 2:45 pm

Governo Taques quita 65,17% dos salários dos servidores; professores ficam sem pagamento

Governo Taques quita 65,17% dos salários dos servidores; professores ficam sem pagamento
Foto ilustrativa

Os servidores da Secretaria de Educação não vão receber seus salários de dezembro ainda nesta quarta-feira. O governador Pedro Taques (PSDB) que retornou as férias no Peru anunciou que está liberando de forma escalonada e que até às 20 horas desta quarta-feira vai quitar 65,75% dos salários,deixando pastas importantes como Seduc e Sefaz fora desta primeira etapa de pagamento. Taques disse acreditar que até segunda-feira conseguirá quitar toda a folha. Os servidores da Educação estão revoltados e ameaçam represália ao governo.

Assim que retornou às atividades após duas semanas de férias no Peru, o governador Pedro Taques anunciou que não havia recursos suficientes para o pagamento integral dos salários dos servidores estaduais. Assim, decidiu pelo escalonamento, garantindo que os beneficiados estarão com o dinheiro em suas contas a partir das 20 horas.

A folha líquida de dezembro de todos os servidores, da ativa e inativos, soma R$ 519,6 milhões. Desse total, R$ 158,6 milhões correspondem ao pagamento dos aposentados e pensionistas, que foi efetuado na terça-feira (9).

Outros R$ 165,8 milhões estão sendo pagos nesta quarta-feira e são referentes a uma parcela do pessoal da ativa, totalizando, assim, 65,75% da folha.

A princípio, o governador não quis informam de que forma seria o escalonamento, se por faixa salarial, como vinha fazendo em meses anteriores e nem qual o prazo para a quitação dos salários. Entretanto, o portal Esportes e Notícias, em plantão no Palácio Paiaguas, presenciou no meio da tarde desta quarta-feira, a chegada de sindicalistas do Sindicado dos Trabalhadores da Educação de Mato Grosso, Sintep. O grupo demonstrava irritação ao chegar ao Palácio e se dirigir para uma sala na Secretaria de Casa Civil, onde já estavam os secretários Max Russi, da Casa Civil e Marcos Marrafon, da Educação, além do próprio governador Pedro Taques. Foi possível presenciar palavras em alto tom pelo professores.

Ao final do encontro, em contato com a reportagem do Educação e Notícias, integrantes do Sintep informaram que o governador Pedro Taques, em decisão monocrática decidiu não pagar os salários dos professores e demais servidores da Educação nesta quarta-feira. “É uma injustiça isso. Estamos fora deste pagamento e não existe uma data para a quitação do salário”, disse. Pouco depois a assessoria de imprensa do governador revelou que o governo vai fazer um esforço para quitar o restante da folha até a próxima segunda-feira, dia 15.

“A alegação é de que neste momento, foram priorizados os profissionais da Segurança Pública e da Saúde”, disse outro sindicalista do Sintep.

Além dos profissionais da Secud os servidores das pastas da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT), Planejamento (Seplan-MT), Casa Civil, Gabinete de Comunicação (Gcom), Gabinete do Governo e Vice-Governadoria também ficarão de fora dos pagamentos.

As secretarias respondem por R$ 180 milhões da folha de pagamentos, sendo que só da Seduc 49.327 servidores da ativa deixarão de receber nesta quarta-feira. No total, 51.169 trabalhadores do Poder Executivo ficarão sem os seus salários.

O Gabinete de Comunicação do Poder Executivo informou as pastas e entes da administração direta e indireta que receberão nesta quarta-feira. São elas: as secretarias de Segurança Pública (Sesp-MT), Saúde (SES-MT), Unemat, Indea, Meio Ambiente (Sema-MT), Gestão (Seges-MT), Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Assistência Social (Setas-MT), Infraestrutura (Sinfra-MT), Ciência e Tecnologia (Secitec-MT), Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT), Casa Militar, Cultura (Sec-MT), Ipem, Intermat, Ager, Seaf, Jucemat, Funac, MT Saúde, Fapemat, GDR, GTCC, Agem/VRC, GAE e MT Prev. A Empaer, o Ceasa, a Metamat, a MT Gás, MTI e MT Par também entram no rol de instituições ligadas ao Governo de Mato Grosso que receberão nesta quarta-feira.

GazetaMT/24horasnews

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *