Topo

21 Fevereiro 2018 7:16 am

INPE continua monitorando Campo Novo do Parecis e mais 15 municípios atingidos por chuvas fortes

INPE continua monitorando Campo Novo do Parecis e mais 15 municípios atingidos por chuvas fortes

Dezesseis municípios de Mato Grosso atingidos por chuvas fortes recentemente são monitorados pela Defesa Civil estadual. Entre as medidas adotadas, o órgão realiza o acompanhamento da previsão do tempo para as áreas atingidas, conforme dados do Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais.

Estão sendo monitorados, segundo o governo, os municípios de Rondonópolis, Poconé, Mirassol d Oeste, Barra do Garças, General Carneiro, Alto Araguaia, São Félix do Araguaia, Campo Novo do Parecis, Cáceres, Juruena, Colniza, Cotriguaçu, São José dos Quatro Marcos, São José do Rio Claro, Várzea Grande e Cuiabá.

Desses municípios, três já decretaram situação de emergência. São eles: Rondonópolis, Poconé e Mirassol d Oeste. Os dois últimos já tiveram a situação reconhecida pelo governo federal.

A chuva forte que caiu no município nos últimos dias foi o suficiente para causar pontos de acúmulos de água, nuvens carregadas encobriram o céu de Campo Novo do Parecis. Com a chuva intensa as ruas ficaram praticamente submersas, muitas pessoas que passavam pelo local tiveram dificuldades em transitar pelas ruas e avenidas, moradores estavam bastante revoltados com a situação.

Lembrando que o poder público tinha afirmado que o bairro não alagaria mais. O medo das pessoas em sofrer outra vez aquilo que sofreram em 2017 é evidente, pois, além do medo causou revolta, transtorno e danos materiais a muitos moradores do bairro.

Campo Novo do Parecis foi manchete nos principais veículos de comunicação do país.

Em Poconé, dez pontes foram destruídas pelas fortes chuvas. Em Rondonópolis, o excesso de água causou enxurrada e erosão, deixando dez pessoas desabrigadas. Já em Mirassol ocorreram estragos pela chuva intensa.

Já em Mirassol d Oeste, entre os problemas causados pelas chuvas, segundo a prefeitura, está o rompimento da barragem da represa de captação de água do Córrego Carnaíba. A situação pode comprometer o abastecimento de água no município.

No município de São José do Rio Claro, o rompimento da barragem de uma Pequena Central Hidrelétrica (PCH) causou estragos em propriedades rurais do município. Os danos ainda devem ser apontados pela Defesa Civil.

Postagens Relacionadas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *